As responsabilidades do headhunter e sua função depois da contratação

Nos artigos anteriores falamos sobre o que é um headhunter e, também, sobre como é o seu trabalho na práticaEm resumo, quisemos mostrar, qual é a função desse profissional e quais são os passos percorridos pelo headhunter na busca pelos candidatos ideais.
No artigo de hoje, Rodrigo Sahd, General Manager do Foursales group aprofunda o debate e responde a uma dúvida muito relevante:

Qual é a função e a responsabilidade do headhunter depois da contratação?

Depois de entender as necessidades de uma vaga, conhecer as características e o perfil dos melhores candidatos, entrevistá-los e analisá-los, quando o headhunter encontra o profissional ideal e ele é contratado, seu trabalho chegou ao fim, certo?
Não é bem assim. Como Sahd defende, o papel do headhunter não é apenas contratar alguém, mas, sim, resolver um problema da empresa. Nesse sentido, existem algumas ações que o headhunter pode realizar para garantir que o objetivo de solucionar o problema da empresa seja efetivamente alcançado.
o papel do headhunter

Acompanhamento pós-contratação

O nível de acompanhamento do novo profissional em seus primeiros meses terá um grande peso para o sucesso da contratação.  “Existem alguns tipos de consultoria de recrutamento que incluem um pacote de acompanhamento pós-contratação, mas também existem aquelas que não possuem nenhum modelo de serviços nesse sentido”, detalha o especialista.
Sahd destaca que não há um modelo fixo quanto ao trabalho do headhunter depois da contratação justamente porque há uma variação muito grande em relação a como –  e se –  esse processo acontece dentro das empresas que contratam o headhunter.
“O modus operandi da área de Recursos Humanos ainda é um ponto de interrogação para muitas empresas. É muito comum elas não terem uma noção clara do que devem ou não terceirizar para melhorar a performance do departamento”, salienta.
Algumas empresas possuem uma estrutura grande e efetiva de retenção. Em geral, cuidam de maneira mais ativa da adaptação dos novos profissionais do que uma consultoria externa, com serviços como:

  • Feedbacks programados
  • Ciclos de desenvolvimento individual
  • Acompanhamento intensivo durante os primeiros seis meses
  • Programas de adaptação cultural, etc.

“São questões que um profissional interno altamente qualificado, em alguns casos, consegue ser muito mais efetivo que um headhunter por conhecer todas as perspectivas culturais e orçamentos da empresa”, destaca.
No entanto, também existem organizações que não possuem nenhuma estrutura nesse sentido e que preferem deixar a cargo do headhunter garantir que o profissional terá um acompanhamento posterior.
headhunter

Relacionamento pós-contratação: headhunter e candidato

Independentemente de a empresa ter contratado ou não os serviços de acompanhamento depois da admissão do candidato, Sahd indica que é papel do headhunter manter contato e um bom relacionamento com profissionais de alta performance depois de eles serem contratados.
“Sempre que um headhunter coloca um profissional em uma empresa, ele não pode tirá-lo de lá durante um determinado prazo – geralmente de dois a três anos. Mas mesmo assim é importante manter contato, porque ambos têm uma série de ganhos nesse relacionamento”.

Como funciona a garantia da contratação

Outra questão que é importante conhecer em relação às responsabilidades do headhunter depois da contratação é a garantia pelos serviços prestados. O headhunter do Foursales group explica que, em geral, as consultorias de recrutamento oferecem uma segurança para a empresa por um determinado tempo.
Por exemplo: se a pessoa contratada for demitida ou sair da empresa em até doze meses após a contratação, a consultoria repõe gratuitamente a vaga.
Porém, essa garantia também possui um limite. Geralmente pode ser acionada apenas uma vez – para não onerar muito a consultoria. Mas também, pelo fato de que uma parte considerável do sucesso do profissional colocado é responsabilidade da empresa contratante.
No entanto, acima de tudo, é preciso entender: Caso uma contratação não dê certo, de quem é a maior parte da responsabilidade: do headhunter ou da empresa?
O trabalho realizado pelas consultorias de recrutamento sérias não é focado somente em preencher a posição, mas em selecionar os profissionais adequados para as necessidades da empresa.
“Se for uma consultoria de recrutamento séria conduzindo o projeto, dificilmente ela vai indicar um profissional ruim. A empresa já constatou que o profissional era bom e tem um respaldo técnico para aquela contratação. Então, a maioria das demissões que acontecem pós-contratação via headhunter, ocorrem muito mais por conta de questões culturais e de adaptação do que propriamente pela falta de capacidade do profissional”, ressalta.  

Terceirizar ou não terceirizar, eis a questão

Este é um dilema que muitas empresas e profissionais de RH enfrentam: como saber quando terceirizar e quando não terceirizar serviços de recrutamento e seleção? Conte sobre suas experiências nos comentários abaixo para enriquecer nosso debate.

Leia também

http://www.foursales.com.br/carreira/headhunter/o-que-e-um-headhunter-afinal/

Sobre a Foursales Group

A Foursales foi a pioneira no recrutamento, seleção e assessment especializados exclusivamente em área comercial. Através de uma metodologia pioneira de avaliação de profissionais de vendas e marketing, auxilia clientes dos mais variados portes, segmentos e nacionalidades a garantirem os melhores profissionais destes departamentos em suas equipes.



Leave a Reply