Como ser escolhido por um headhunter

Os headhunters estão caçando talentos no mercado o tempo todo, mas obter a atenção deles não é uma tarefa simples. Confira a seguir as dicas de Carlos Zanetti, gerente da unidade da Foursales group que recruta média e alta gestão de área comercial. Ele fala sobre como chamar a atenção para o seu currículo e revela como ser escolhido por um headhunter.

Quando e como procurar um headhunter

Muitas pessoas acreditam que o headhunter trabalha para os candidatos, mas isso não é verdade. O headhunter trabalha para as empresas, e tem o objetivo de resolver os problemas das organizações encontrando os profissionais mais qualificados para o que elas precisam.
Isso significa que o headhunter nunca tem vínculo financeiro com candidatos, mas não quer dizer que você, enquanto profissional em busca de novas oportunidades, não possa agir de maneira estratégica para chamar a atenção dele.
Para ser escolhido por um headhunter você precisa, antes de mais nada, entender como atua esse recrutador. Nesse sentido, Zanetti explica que é importante ter em mente que existem dois tipos de headhunters:

  • Os que fazem entrevistas de forma proativa: Ou seja, estão sempre pesquisando profissionais, independente de ter vagas (assim, quando surgir uma demanda, elas já têm uma lista de possíveis escolhidos mais ou menos aderentes).
  • Os que fazem entrevistas exclusivamente para projetos: Estes esperam aparecer uma demanda específica para, então, encontrar e comparar vários profissionais exatamente dentro do escopo do projeto.

Como nem sempre é possível identificar qual é o foco de cada headhunter, Zanetti aconselha os candidatos a percorrerem as seguintes etapas:

  1. Cadastrar o seu currículo no site da consultoria de headhunting;
  2. Avaliar se no site da empresa existe alguma vaga que parece perfeita para você;
  3. Verificar quem é o headhunter responsável pelo recrutamento daquela vaga e enviar um e-mail para ele.

Dica: Não envie e-mail para qualquer um ou para todos os consultores. A personalização é um fator importante nessa hora. Veja um exemplo de e-mail nesse sentido:

Fulano, tudo bem?
Apliquei pelo site da sua empresa para a vaga X porque identifiquei que tenho todos os pré-requisitos da vaga, são estes:
– Experiência com bebidas.
–  Vivência na gestão de distribuidores.
–  Resido e possuo amplo networking neste segmento em São Paulo (SP).
Gostaria de saber como podemos seguir na conversa?
Fico à disposição.
Como ser escolhido por um headhunter
Zanetti explica que essa é uma excelente abordagem porque mostra que você respeitou o processo da empresa, cadastrando o seu currículo a um projeto em que de fato você tem os pré-requisitos e que, ao mesmo tempo, tem objetividade – um dos elementos comuns a executivos de alta performance. “Um dos maiores problemas das consultorias e empresas que recrutam no Brasil é justamente porque aqui, ao contrário do que acontece nos EUA e Europa, presenciamos várias centenas de aplicações a toda e qualquer tipo de vagas, mas a enorme maioria sem nenhum tipo de aderência“.
Em 2016, a Foursales fez um levantamento anual sobre o percentual de aproveitamento das aplicações a suas vagas. A média de candidatos com pré-requisitos aplicadas durante o ano foi de menos de 3%. Isso quer dizer que para cada 1.000 currículos que um headhunter vê, somente 30 tem os pré-requisitos da vaga.

Leia também

http://www.foursales.com.br/carreira/headhunter/o-que-e-um-headhunter-afinal/

3 dicas para chamar a atenção do headhunter

1 – Planejar e preencher com assertividade o seu LinkedIn

Quase metade das vagas que um headhunter preenche vem de candidatos mapeados via LinkedIn. Isso significa que manter seu perfil sempre atualizado, com informações relevantes e objetivas é crucial para ser localizado por esses profissionais. É fundamental incluir dados que atinjam dois objetivos:

  • Ter as palavras chaves que o headhunter vai digitar quando for procurar alguém para as vagas de seu interesse.
  • Sustentar com dados e fatos quão bom você é nas principais competências exigidas nos cargos em que passou.

Seja detalhista em relação a fatos e dados que podem destacá-lo e objetivo no que se refere às informações que podem ser passadas de forma rápida, como: segmento, produtos, público-alvo, canal de venda.

2 – Cadastrar seu currículo nas principais consultorias de recrutamento da sua região e/ou mercado

Faça um mapeamento das consultorias mais relevantes para o que você busca – tanto em termos de perfis de vagas, quanto de região e porte de empresas atendidas –, atentando-se para as diferenças entre:

  • Consultorias multinacionais: Estão presente em praticamente todas as regiões e atendem, sobretudo, empresas internacionais ou grandes corporações.
  • Consultorias regionais: São focadas em atender uma demanda mais regional, geralmente tendo influência estadual ou territorial.
  • Consultorias especializadas: Aquelas que atuam com foco em determinado segmento ou departamento, como a Foursales, que é especialista nos departamentos de vendas e marketing. Estas consultorias costumam ter uma representatividade enorme em suas especializações e nenhuma nas demais.

segredos carreira área comercial

3 – Agendar uma conversa com os headhunters mais influentes

Digamos que você se cadastrou no site das empresas e/ou enviou e-mail ao headhunter responsável por uma vaga específica para a qual você tem todos os pré-requisitos, e conseguiu um retorno. Ou então, mesmo sem ter se cadastrado, o headhunter descobriu o seu perfil no LinkedIn e sugeriu um café para conversar sobre possíveis oportunidades. Nessa etapa, é crucial mostrar que você é um bom candidato, portanto:
a) Prepare-se com antecedência
Chegar na entrevista com o headhunter totalmente despreparado é o pior erro que um candidato pode cometer. É fundamental que você estude a empresa em que ele trabalha, o foco de atuação da consultoria e as organizações que ele atende. Isso mostra preparação e dedicação à sua carreira.
b) Seja objetivo
Fuja da tentação de contar histórias. Atente-se a fatos e dados que demonstrem suas competências. Os headhunters da maioria das empresas são executivos de mercado que vêm do segmento ou do departamento para o qual recrutam. São profissionais pragmáticos que estão muito mais preocupados em entender quão bom você é em relação ao mercado, e se você se encaixa de forma objetiva na vaga que ele tem, do que em fazer uma avaliação psicológica sua.
Os bons headhunters, por não terem formação em Psicologia e afins, somente aplicarão testes de perfil e avaliações psicológicas pertinentes para complementar suas análises após a entrevista. Neste primeiro momento, é preciso ser direto e responder com clareza e objetividade as perguntas do heahdunter, atacando as pautas de interesse do recrutador.
c) Enxergue essa conversa como uma “venda”.
Quando for fazer uma entrevista esteja disposto, envolvido e encare o momento como uma venda. Muitas vezes, infelizmente, a primeira impressão é o principal fator de sucesso de uma entrevista com recrutadores e executivos pouco experientes em avaliar pessoas.
Seguindo essas recomendações, as chances de você ser encontrado e selecionado por um headhunter serão muito maiores! Sucesso!

Aprenda mais sobre o trabalho do headhunter e outras dicas sobre recolocação no mercado:

Como é o trabalho do headhunter na prática
O que é um headhunter, afinal?
Guia prático sobre recolocação na área comercial
 



Leave a Reply